Fim do REFIS?


Segundo o secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, o novo governo pretende endurecer suas regras de cobrança de forma a combater devedores contumazes.

O próprio secretário já se posicionou contra o programa: "Não me fale em Refis. Sou contra. Vou facilitar e simplificar, mas não vou perdoar".

Com o Refis, o devedor obtém redução de multas e juros e grandes parcelamentos para a quitação de impostos em atraso. É o que se convenciona chamar de ‘rolar a dívida’.

No Brasil estima-se um índice de sonegação fiscal perto dos 400 bilhões de Reais. Um bom percentual destes devedores encontra-se, inclusive, entre os próprios parlamentares que participam das decisões sobre o Refis.

Em outros termos, enquanto alguns arcam com a carga tributária alta, outros se beneficiam os refinanciamentos e protelam suas obrigações para com o fisco.


A CT Contábil vai acompanhando tudo para trazer notícias. Fique de olho!

23 visualizações

Todos os direitos reservados © 2020 por CT Contábil