DIRPF: Muito cuidado para não errar!

Deixar de informar o que se precisa ou cometer erros de digitação em dados numéricos pode lhe deixar em uma situação delicada.

Estes são alguns dos erros mais recorrentes nas declarações:


1) OMISSÃO DE RENDIMENTOS

Qualquer trabalho realizado de forma autônoma ou como emprego temporário deve ser informado.


2) ERROS COM DEPENDENTES

Dependentes que possuam algum tipo de rendimento tem que ser informado.


3) DESPESAS MÉDICAS

Os gastos com saúde podem ser deduzidos integralmente na declaração, mas tem que ter comprovação. E se houve reembolso de alguma despesa médica, deve ser também informado.


4) PGBL X VGBL

Planos de previdência tipo VGBL devem ser declarados como aplicação financeira. Planos tipo PGBL, podem ser deduzidos.


5) APOSENTADORIA

As pessoas aposentadas têm que declarar sua renda.


6) CONTRIBUINTE E FONTE PAGADORA

Confira os valores informados para não estarem diferentes dos comprovantes de rendimentos fornecidos de fontes.


7) ERROS DE DIGITAÇÃO EM DADOS NUMÉRICOS

Atenção ao digitar os números, um dígito a mais ou ponto no lugar de vírgula já informa um valor errado. Sempre confira o valor que foi digitado.


8) ATUALIZAÇÃO DO VALOR DE BENS

Os bens devem ser declarados pelo custo de aquisição. Atualização de valores de bens é possível apenas em casos de grandes reformas (mediante comprovação de despesas).


9) RENDA DE ALUGUEL

Renda proveniente de aluguel é um rendimento tributável e precisa ser declarado.


10) PENSÃO ALIMENTÍCIA

Seja qual for o valor da pensão, deve ser declarado.


(Fonte: https://economia.uol.com.br)


Erros levam o contribuinte a cair na malha fina! Se perceber qualquer erro após o envio da declaração, faça uma declaração retificadora o mais urgente possível.


Precisa de ajuda?

Conte com quem entende do assunto!

Entre em contato conosco pelos telefones: (81) 3038 0138 | 3037 3695 | 3129 0015 | 3327 3061 ou pelo e-mail contato@ctcontabil.com.br.


16 visualizações

Todos os direitos reservados © 2020 por CT Contábil