Você conhece as particularidades da tributação sobre o ramo da sua empresa?


O assunto ‘tributação de empresas’ ainda causa certos desconfortos aos empreendedores — e os motivos para isso são diversos. O Brasil possui um complexo sistema tributário, ao mesmo tempo em que cria ou modifica 52 normas por dia.


Com essas informações, a gente entende por que é tão difícil manter uma empresa longe de problemas com o Fisco e em constante crescimento no país.

Pensando nisso, a Dr. Fiscal elaborou complexas estratégias de tributação para empresas totalmente baseadas em seus segmentos de atuação. Nós entendemos que cada nicho de mercado possui suas peculiaridades — como diferentes oportunidades, momentos de altos e baixos e pagamentos de obrigações específicas do setor.

No texto de hoje, vamos levar você a um passeio por nossos principais nichos de atuação, e quais as informações de destaque que levamos em consideração na hora de realizar um diagnóstico tributário para cada um deles.


Por dentro do nicho da construção civil

O segmento de construção civil é um dos mais fortes do país, contando com mais de 800 mil estabelecimentos espalhados de norte a sul. Contudo, precisam lidar com os impactos de eventuais oscilações na economia — que podem afastar o interesse dos cidadãos por efetuar reformas ou construir novos imóveis, por exemplo —, e ainda competir com grandes companhias do ramo.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Câmara Brasileira de Indústria da Construção (CBIC), a construção civil foi o setor que mais gerou empregos no país nos dez primeiros meses de 2020.

As perspectivas apontam que, em 2021, o setor irá crescer aproximadamente 4%. Para estarem prontos para essa expansão, os negócios desse setor podem se valer de práticas tributárias lícitas e eficientes para economizar cada vez mais recursos — preservando o caixa — e ainda aumentar os índices de competitividade — atraindo mais clientes.


Tributação de empresas: farmácias, perfumarias ou revendedoras de cosméticos

Com mais de 82.617 mil estabelecimentos espalhados pelo Brasil, o setor de farmácias, perfumarias e revendedoras de cosméticos é um dos mais relevantes do comércio nacional atualmente.

As farmácias, por exemplo, expandiram o seu escopo de atuação, passando a vender produtos distintos, como itens de beleza e bem-estar, conquistando, assim, um espaço cada vez maior no faturamento mensal dos brasileiros.

Já as perfumarias e revendedoras de cosméticos têm crescido em número de estabelecimentos, alcançando uma faixa surpreendente de consumidores.

A indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos possui o 4º maior mercado consumidor do mundo. Além disso, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal (ABIHPEC), o segmento fechou o ano de 2020 com alta de 5,8% no país.

As demandas são enormes, não é mesmo?

Em nível tributário, contudo, as dificuldades que afetam esse setor podem ser bastante desestimulantes e prejudiciais para a saúde financeira dos negócios que dele fazem parte. O alto volume de regras fiscais para lidar e atualizar é apenas um dos exemplos.


Curiosidades sobre a tributação de hospitais, laboratórios ou clínicas médicas

O setor de saúde, representado principalmente por hospitais, clínicas e laboratórios, possui papel de grande relevância na manutenção da economia brasileira. Com a pandemia do novo coronavírus, o segmento ganhou destaque e passou por significativo crescimento.

Pesquisas da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde apontam que, em 2020, as despesas com saúde chegaram a R$692,88 bilhões — cerca de 9,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

No que tange à área tributária, esse setor é marcado por dificuldades principalmente em relação ao gerenciamento da folha de pagamentos e à apuração do IRPJ. Para contornar essas dificuldades, eles precisam procurar por auxílio fiscal especializado, a fim de identificar as oportunidades tributárias que possam não apenas facilitar o manejo das questões previdenciárias, mas também gerar economia.


O setor industrial no Brasil

No centro da maioria das atividades comerciais que são desenvolvidas no país, as indústrias são valiosíssimas para a economia do Brasil. Após uma queda brusca de crescimento em março de 2020, o segmento encontra-se em rápida ascensão no país.

Por terem papel de tamanha relevância e destaque, as indústrias acabam por enfrentar diversas dificuldades no âmbito tributário.

A parametrização de itens, por exemplo, acaba sendo um ponto comum de fragilidade desses negócios, os quais, por não conseguirem manter uma base de cadastro atualizada, por vezes pagam mais impostos do que deveriam.

Da mesma forma, sofrem também com questões previdenciárias e com o desconhecimento das oportunidades tributárias que têm à disposição.

Para reverter a situação, precisam de uma assessoria fiscal especializada que seja capaz de lhes apontar novos caminhos para economizar e evitar riscos de autuações por parte do Fisco.


Tributação de empresas: mercados e supermercados

De acordo com o SEBRAE, o varejo alimentar de autosserviço, representado principalmente pelos mercados e supermercados, é um dos segmentos mais relevantes do pequeno empreendedorismo do país, contando com 416 mil negócios ativos.

Entretanto, esses negócios lidam com inúmeras dificuldades tributárias em seu dia a dia, com destaque para a manutenção de um cadastro fiscal atualizado e da declaração de impostos sobre produtos monofásicos.


Revendedoras de autopeças e pneumáticos

O setor de autopeças no Brasil, que envolve os produtos utilizados pela cadeia automotiva e pela indústria de tratores, máquinas agrícolas e motocicletas, tem crescido muito, inclusive no ambiente do comércio eletrônico.

E conforme a frota brasileira envelhece, aumenta a demanda por autopeças e também a tendência de desenvolvimento para os negócios do setor.

Entre os desafios que enfrentam, está a dificuldade de acesso à capital, o custo logístico e de infraestrutura, e a alta carga tributária incidente sobre os produtos que comercializam.


Dados importantes sobre a tributação de revendedoras de combustíveis ou GLP

Dentre os cerca de 40 mil estabelecimentos que compõem o setor de revenda de combustíveis e GLP no Brasil, 70% são classificados como pequenas empresas.

E embora esses negócios movimentem a economia nacional de maneira bastante significativa, eles enfrentam uma série de problemas que os impedem de prosperar no mercado.

No que tange à área tributária, por exemplo, essas empresas precisam lidar com as altas alíquotas de impostos que incidem sobre seus produtos, tornando-os mais caros e resultando em perda de competitividade.

Para reverter essa situação, as revendedoras de combustíveis e GLP precisam se valer de oportunidades tributárias que possam gerar economia e oxigenar o caixa de maneira segura e a curto prazo.


Tributação de empresas do setor de transporte e logística

O segmento de transporte e logística tem importância vital para a economia do país, contando com cerca de 147 mil estabelecimentos.

No que se refere à área tributária, os negócios desse setor sofrem com a dificuldade no pagamento de tributos sobre a renda, com o gerenciamento da folha de salários e com o desconhecimento das oportunidades que têm a aproveitar.

Para enfrentar esse problema, precisam se valer da orientação de uma consultoria tributária especializada, a fim de ganhar mais segurança nas ações de cunho fiscal e se manter em dia com a Receita.


Os desafios tributários de varejistas e distribuidoras

O varejo é um dos pilares da economia brasileira, gerando grande impacto no Produto Interno Bruto (PIB) do país. Além disso, o setor é o segundo maior empregador do país.

No que compete à área tributária, as empresas desse segmento sofrem com a dificuldade de manter um cadastro de itens atualizado e parametrizado de acordo com as regras fiscais vigentes e de administrar uma extensa folha salarial.

Para contornar esses problemas, elas precisam de soluções tributárias especializadas, a fim de que possam ter mais segurança em relação ao cadastro fiscal, evitando prejuízos e multas, e alcançando mais autonomia no gerenciamento de questões previdenciárias.


Vigilância, segurança ou limpeza: curiosidades do setor

As empresas que prestam serviços de vigilância, segurança e limpeza contam com cerca de 20 mil estabelecimentos espalhados em todo o Brasil, possuindo grande importância para a economia do país.

No que tange à área tributária, esses negócios sofrem com o pagamento de tributos sobre a renda, com o gerenciamento de questões previdenciárias e com o aproveitamento de oportunidades fiscais.

Para se manterem mais sólidos no mercado, precisam, então, de apoio especializado em matéria tributária, a fim de oxigenar o caixa por meio de estratégias para a economia de recursos, bem como para evitar complicações com o Fisco.


A CT Contábil é parceira da Dr. Fiscal, uma empresa especialista em tributação.

Podemos não só esclarecer dúvidas sobre este assunto, como levar toda a expertise da Dr. Fiscal para apontar as melhores soluções para sua empresa. Isso pode significar um impulso fundamental para o sucesso do seu negócio — seja ele do Simples Nacional ou do Lucro Presumido.

Por meio do Diagnóstico Tributário, é possível revisar os últimos 5 anos da escrituração contábil das empresas, a fim de identificar todas as suas necessidades fiscais, contemplando desde a revisão do pagamento de impostos até o aproveitamento de oportunidades tributárias.


Entre em contato conosco. Agende uma reunião em compromisso!


Entre em contato: (81) 3038 0138 | 3037 3695 | 3129 0015 | 3327 3061, pelo e-mail comercial@ctcontabil.com.br ou pelo whatsapp (81) 9 9977 2790.


Nossos consultores especializados estão à disposição para atendimento online ou presencial.


#inteligenciaartificial #tecnologia #regimestributarios #planejamentotributario #negocios #drfiscal #ctcontabilesuaempresaativa



(Fonte: drfiscal.com.br)


Você quer saber como podemos ajudar o seu negócio? Clique aqui e converse com um de nossos consultores.

2 visualizações